Arquivo de junho \23\UTC 2012

Definido local para realização da reunião em Alagoa

Ontem foi definido o local para a reunião de COnstituição do Conselho Participativo do CER-Serra do Papagaio em Alagoa.
A data e hora foram mantidos. A reunião ocorrerá no próximo dia 25, às 14 horas no Centro Comunitário de Alagoa. Participe.
Veja também neste link, no site da prefeitura de Alagoa: http://www.alagoa.mg.gov.br/novo_site/index.php?exibir=noticias&ID=313

Agenda de reuniões:

05/06 – Itamonte – 09 horas, na Câmara Municipal
12/06 – Aiuruoca – 13 horas, na Casa de Cultura
13/06 – Pouso Alto -09 horas, na Câmara Municipal

25/06 – Alagoa – 14 horas, no Centro Comunitário de Alagoa

26/06 – Baependi – 09 horas – na sede do CER-Serra do Papagaio
26/06 – Baependi – (14 horas – na sede do CER) Conferência Regional para eleição dos representantes dos municípios para o Conselho Participativo do CER-Serra do Papagaio
Anúncios

Deixe um comentário

Reunião para constituição do CMDRS

Atenção:

No dia 21 de junho,
na Casa de Cultura em Aiuruoca,
Às 13 horas,

será Discutido  o processo de constituição do Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural Sustentável -CMDRS.

A  mobilização e  a condução desta reunião ficaram a cargo do técnico da EMATER de Aiuruoca, Ronaldo Lopes de Siqueira e continaurá contando com o apoio da Prefeitura Municipal.

Sua presença é muito importante para o fortalecimento da nossa região na gestão territorial participativa. É importante lembrar que o CMDRS e o Conselho de De COnservação e Defesa do Meio Ambiente-CODEMA são conselhos essenciais para a atuação dos municípios em relação à sua população, principalmente neste momento em que está sendo implantado o Consórcio de Ecodesenvolvimento Regional da Serra do Papagaio -CER-Serra do Papagaio, reunindo os municípios que integram o Parque Estadual da Serra do Papagaio, será um marco para o desenvolvimento dessa região.

Maiores iformações:

Ronaldo, fone 3344-1465 e 9823-5817
ou com Javan Senador na prefeitura.

Participe. Você faz a diferença!

Deixe um comentário

Primeira Assembleia Geral Ordinária do CER-Serra do Papagaio

A primeira AGO do CER-Serra do Papagaio ocorreu dia 25 de maio,  na sua sede, em Baependi.

O consultor jurídico, Dr. Wladimir Antonio Ribeiro serviu de moderador da Assembléia, auxiliando na condução da mesma que teve o acompanhamento da Fundação Matutu, apoiando através do convênio firmado entre esta Fundação e o IEF, com a presença de seu presidente e sua diretora executiva, Guilherme de Melo França e Maria Dorotéa Naddeo, respectivamente.

Todas as prefeituras consorciadas estiveram presentes para deliberarem sobre diversas questões e necessidades para a implantação do CER-Serra do Papagaio, entre elas, destacamos a formalização da cessão do funcionário Ricardo Toledo pela prefeitura de Baependi para atuar definitivamente na sede CER-Serra do Papagaio, como agente administrativo. Toledo agradeceu a indicação e declarou que se sentiu honrado, recebendo-a, como uma continuidade do seu trabalho, desenvolvido nos últimos 20 anos em benefício e prol do meio ambiente na região de Baependi.

Outra importante decisão da AGO foi o detalhamento, aprovação e assinatura do orçamento 2012 para o CER-Serra do Papagaio, confirmando a previsão de repasse conforme a legislação aprovada nos municípios. Para ver mais imagens desta reunião clique neste link

Todos os prefeitos que integram o CER estiveram presentes à primeira Assembleia Geral Ordinária-AGO do CER-Serra do Papagaio. Na foto, da esquerda para a direita: Ricardo Toledo, técnico da prefeitura de Baependi, Paulo Senador, prefeito de Aiuruoca, Sebastião Mendes, prefeito de Alagoa, Juliano Diniz, diretor executivo do CER-Serra do Papagaio, Javan Senador, técnico da prefeitura de Aiuruoca, Guilherme de Melo França, presidente da Fundação Matutu. De costas, o presidente do CER e prefeito de Itamonte, Marcos Tridon de Carvalho à direita do prefeito de Baependi, Efrain Lemos.

, , , ,

Deixe um comentário

Palestra sobre o CER- Serra do Papagaio na OSCIP Amanhágua

No dia primeiro de maio, último dia de capacitação dos Mensageiros Ambientais, projeto sob a responsabilidade da OSCIP Amanhágua, em parceria firmada com a SEMAD/IEF, a Fundação Matutu, teve oportunidade de esclarecer dúvidas e contar aos jovens participantes sobre o Consórcio de Ecodesenvolvimento Regional da Serra do Papagaio. O que é, como surgiu, para que serve e outras questões foram esclarecidas. Os Mensageiros Ambientais terão por missão levar às famílias do entorno do Parque Estadual da Serra do Papagaio, uma cartilha e dicas sobre a conservação, preservação, saneamento e uso das águas entre outros temas ligados ao meio ambiente.

A peculiaridade desta iniciativa e a possibilidade de fazer chegar informações diretamente aos moradores ( os mensageiros podem chegar a mais de 500 residências durante o projeto) propiciou uma interação entre a  Matutu e a Amanhágua permitindo a divulgação do CER-Serra do papagaio.

Mônica Buono, presidente da Amanhágua, à direita de Dorotéa Naddeo, diretora executiva da Fundação Matutu. Buono salientou que o momento que estamos atravessando é completamente favorável para Minas Gerais e, em especial para a nossa região.

Os cursandos receberam muito bem a idéia e a palestra, que durou cerca de duas horas e serviu para introduzir conceitos sobre consórcios públicos e especificamente, sobre o CER-Serra do Papagaio.

Maria Dorotéa Naddeo, diretora executiva da Matutu,  agradeceu Mônica Buono, presidente da Amanhágua, pela oportunidade e parabenizou-a pelo trabalho que vem realizando ao longo dos últimos anos. Buono afirmou que estamos passando por um momento único, muito propício e cheio de oportunidades para os moradores desta região. É hora de trabalhar, que os frutos, com certeza virão. Para ver outras fotos deste evento, clique neste link.

1 comentário

Datas das reuniões em Alagoa e Baependi alteradas devido a feriado

Fique atento para alteração das datas das reuniões para constituição do Conselho Participativo do CER-Serra do Papagaio. Os Municípios de Alagoa e Baependi, devido a feriados religiosos, sugeriram alteração das datas para garantir a mobilização. As novas datas são: Alagoa. 25/06 e Baependi será no dia 26/06. Confira a agenda completa a seguir.

Agenda de reuniões:

05/06 – Itamonte – 09 horas, na Câmara Municipal
12/06 – Aiuruoca – 13 horas, na Casa de Cultura
13/06 – Pouso Alto -09 horas, na Câmara Municipal
25/06 – Alagoa – (aguardando confirmação sobre horário e local)
26/06 – Baependi – 09 horas – na sede do CER-Serra do Papagaio

26/06 – Baependi – (14 horas – na sede do CER) Conferência Regional para eleição dos representantes dos municípios para o Conselho Participativo do CER-Serra do Papagaio

Deixe um comentário

Municípios vão se movimentar para constituirem o Conselho Participativo do CER-Serra do Papagaio

Agenda de reuniões:

05/06 – Itamonte – 09 horas, na Câmara Municipal
12/06 – Aiuruoca – 13 horas, na Casa de Cultura
13/06 – Pouso Alto -09 horas, na Câmara Municipal
25/06 – Alagoa – (aguardando confirmação sobre horário e local)

26/06 – Baependi – 09 horas – na sede do CER-Serra do Papagaio
26/06 – Baependi – (14 horas – na sede do CER) Conferência Regional para eleição dos representantes dos municípios para o Conselho Participativo do CER-Serra do Papagaio

Entenda melhor

O Conselho Participativo do CER – SERRA DO PAPAGAIO será formado por pessoas da comunidade. Cada município será representado por uma liderança da área rural, eleito pelo CMDRS, e uma da área urbana, eleito pelo CODEMA. Esses representantes serão os responsáveis pelo acompanhamento das atividades do consórcio, velando pelo cumprimento dos seus objetivos. Qudosalquer pessoa da comunidade pode ser votada e todos devem participar e acompanhar o processo de escolha.

ATRIBUIÇÕES DO CONSELHO PARTICIPATIVO

I – acompanhar as atividades do Consórcio, velando pelo cumprimento de seus objetivos, seu caráter de ecodesenvolvimento e por sua efetiva gestão participativa,
II – receber críticas, reclamações e sugestões da população;
III avaliar, opinar, propor ajustes e monitorar a atividade de comunicação social do Consórcio, que deverá contemplar as atividades do próprio Conselho Participativo;
IV – manifestar-se sobre o relatório anual de atividades do Consórcio.

FUNCIONAMENTO DO CONSELHO PARTICIPATIVO

Art. 44. As reuniões do Conselho Participativo serão convocadas pelo Presidente do Consórcio.
Art. 45. O Conselho Participativo decidirá quando presentes ao menos metade de seus membros.
Art. 46. As decisões do Conselho Participativo serão tomadas mediante mais da metade dos votos dos representantes presentes.
Art. 47. Todos os membros do Conselho Participativo terão apenas um voto.
Parágrafo único. No caso de empate, prevalecerá o voto do Presidente do Conselho Participativo.
Art. 48. Os representantes do Conselho Participativo serão eleitos para mandatos de dois anos, que será prorrogado pro tempore até a posse dos novos eleitos.
Parágrafo único – Os representantes suplentes rurais ou urbanos serão convocados a substituir os representantes titulares que renunciem ao cargo ou se ausentem dos trabalhos do Conselho em mais de 3 (três) ocasiões consecutivas ou 5 (cinco) ao longo do ano.

ELEIÇÕES DO CONSELHO PARTICIPATIVO

Art.42 – § 3°. As eleições dos representantes que comporão o Conselho Participativo serão realizadas através de encontros no Município Sede do CER DA SERRA DO PAPAGAIO ou em conferência regional, na forma a ser definida pelo próprio Conselho Participativo.
Art. 43. O Presidente do Conselho Participativo será eleito por maioria simples dos votos.
Art. 49. É permitida a reeleição de representantes do Conselho Participativo.
Art. 50. A posse dos representantes eleitos far-se-á em reunião do Conselho Participativo, que antes resolverá as eventuais impugnações relativas à eleição.

Serão criados canais de comunicação direta, na Sede do Consórcio, em Baependi, e no site que será implantado, para que o cidadão possa entrar em contato com os gestores e funcionários do CER.

Deixe um comentário

Reuniões para definição orçamentária do CER-Serra do Papagaio

Reuniões para alinhamento e definição orçamentária do Consórcio de Ecodesenvolviemnto Regional da Serra do Papagaio.

Da esquerda para a direita: Ricardo Toledo, técnico da prefeitura de Baependi, Marcos, contador da prefeitura de Alagoa, Juliano Diniz, diretor executivo do CER-Serra do Papagaio, Dorotéa Naddeo, diretora executiva da Fundação Matutu e Wladimir Ribeiro, consultor jurídico do Consórcio.

Wladimir Antonio Ribeiro, consultor jurídico do CER: “O Consórcio público tem uma contabilidade diferenciada. As prefeituras do Consórcio tem que falar a mesma linguagem contábil.”

Nos dias 24 e 31 de maio, ocorreram as reuniões para definição de orçamento 2012 do CER-Serra do Papagaio. A primeira contou com a presença do consultor jurídico do CER, Wladimir Antonio Ribeiro que capacitou o contador Marcos Mendes, da prefeitura de Alagoa para repassar aos contadores das outras prefeituras consorciadas os detalhes para formatação e definição do orçamento que deve seguir normas legais e ser feito de acordo e em consonância entre os técnicos envolvidos.

Ainda estiveram presentes nesta reunião, Maria Dorotéa, diretora executiva da Fundação Matutu, Ricardo Toledo e Juliano Diniz, diretor executivo do CER, que acompanharam e também se inteiraram dos processos. Marcos Mendes se sentiu seguro com as indicações e diretrizes apontadas por Ribeiro, que, por sua vez ficou satisfeito com os resultados e respostas obtidas.

A segunda reunião, teve um caráter de repasse.

Os contadores das prefeituras puderam tirar suas dúvidas e entender detalhadamente como será feita a contabilidade geral do Consórcio dentro de cada uma das prefeituras. Foi ressaltada a importância da contabilidade ser homogênea, cirteriosa e transparente.

Marcos Mendes, da prefeitura de Alagoa, esteve à frente das discussões e do repasse, apoiado diretamente pela diretora executiva da Fundação Matutu, Maria Dorotéa Naddeo.

Da esquerda para a direita: Juliano Diniz, procurador da prefeitura de Alagoa e diretor executivo do CER, Francisca, contadora da prefeitura de Baependi, Afonso, contador da prefeitura de Pouso Alto, Andréa, auxiliar de contabilidade da prefeitura de Aiuruoca, Marcos, contador da prefeitura de Alagoa e Dorotéa Naddeo, diretora executiva da Fundação Matutu.

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: