Encontro final para apresentação do redesenho do PESP aos proprietários

No último dia 28, na Câmara Municipal de Baependi, os proprietários de terras limítrofes ao Parque Estadual da Serra do Papagaio-PESP, que não puderam comparecer aos encontros anteriores, tiveram oportunidade de esclarecer suas dúvidas e participar da construção da proposta de redesenho dos limites do Parque. Confira os principais lances do Encontro:

Dorotéa Naddeo, Diretora Executiva da Fundação Matutu, faz a mediação do Encontro, garantindo a oportunidade e o espaço adequados para a participação, o diálogo e a expressão de idéias.

Manno França, Assessor Especial e Coordenador de Geoprocessamento e Inteligência Espacial da SEMAD, redesenhando áreas em conjunto com o proprietário Marcos Correa.

Manno França e Wagner Furtado representante da Prefeitura de Baependi na Equipe de Apoio ao CER-Serra do Papagaio.

Javan Senador, Secretário de Turismo e Desenvolvimento de Aiuruoca, ao centro, apoiando o trabalho da SEMAD/IEF e da Fundação Matutu, junto aos proprietários de seu município. Nesta foto, Alexandre Rodrigues aponta detalhes sobre sua propriedade.

Da esquerda para a direita: Manno França, da SEMAD, Javan Senador e Leonardo Cardoso Ivo, Diretor de Áreas Protegidas do IEF, analisam a proposta do proprietário, ao centro, que desejava ampliar a área para inclusão no PESP.

Maurício Gouvea, do Codema de Baependi, e Marcelo, proprietário de terra no município, conversam com Manno França.

Igor José, morador e proprietário no bairro Campina em Aiuruoca e Manno França. A participação e o interesse pelas necessidades reais das pessoas envolvidas são a tônica deste trabalho. Durante todos os encontros, vários proprietários disponibilizaram mais área para a preservação, propondo a ampliação da área do PESP, por isso, alguns receberam aplausos dos presentes

Rubens Toledo fez questão de registrar que é a primeira vez que técnicos do IEF e da SEMAD conduzem os processos relativos ao Parque e às questões ambientais da região com democracia e participação social.

Mariana Gontijo, Gerente de Criação e Implantação de Áreas Protegidas, do IEF. Ela destaca a importância da etapa concluída, pois é o momento em que a população define suas prioridades, acompanhando o processo até sua finalização. Informou, ainda, que a proposta técnica será elaborada pela SEMAD/IEF e será disponibilizada, através da Internet, por 30 dias, para que a população possa analisar, solicitar esclarecimentos e emitir suas opiniões. Assim que a proposta for publicada, será feita, uma ampla divulgação em todas as comunidades da Serra do Papagaio.

Leonardo Cardoso Ivo, Diretor de Áreas Protegidas, do IEF. Ao fundo Manno França, Assessor Especial da SEMAD analisa documentos a pedido de um proprietário. Um novo IEF se apresenta.

Leonardo Cardoso Ivo. Há uma nova equipe no IEF, uma nova mentalidade que foi possibiltada, em grande parte, por que foi retirado um peso do IEF, que agora não tem mais que agir como órgão fiscalizador, podendo focar na proteção e preservação do meio ambiente .

Marcelo Rodrigues, proprietário de terra ao lado de Kaio dos Santos. Se posicionando em defesa do meio ambiente e interessados em manter as áreas de relevância ambiental, em Baependi, protegidas pelo PESP. Kaio aponta que o trabalho está trilhando o caminho correto e confia que os resultados serão os melhores.

Guilherme de Melo França, Presidente da Fundação Matutu. "... O meio ambiente não tem cercas, não tem limites. Este trabalho nasce dentro do CER-Serra do Papagaio, que é uma organização intermunicipal, originada de uma idéia do Governador, e já está se consolidando. Por muitos anos, a Fundação Matutu, trabalha para realizar esse sonho. O sonho de ver o Parque e a população convivendo em harmonia. Estamos dando mais um passo para chegarmos a isso. "

Clarice Lantelme, Gerente do Parque Estadual da Serra do Papagaio, lembrou que o principal inimigo é o fogo e que já está, apoiada pela Fundação Matutu, coordenando um projeto com verbas do Funbio, trabalhando na campanha, 2012 SEM FOGO.

Sebastião Mendes Pinto Neto, Prefeito de Alagoa, que compõe o CER-Serra do Papagaio, agradeceu à Fundação Matutu, à SEMAD e ao IEF, pelo trabalho que vem sendo executado com imparcialidade e em favor de toda a população do entorno do Parque.

Encerrando o Encontro, a Diretora Executiva da Fundação Matutu falou da importância da população do entorno do PESP acompanhar os processos de constituição do Conselho Participativo do CER-Serra do Papagaio, zelando, principalmente pelas instituições que os representarão. Ela destacou, ainda, que a comunicação está sendo aprimorada e que as críticas e sugestões são fundamentais para a melhoria dos mecanismos que posssibilitarão que as informações cheguem a todos.

Da esquerda para a direita: Guilherme de Melo França, Presidente da Fundação Matutu, Sebastião Mendes Pinto Neto, Prefeito de Alagoa, Júlia Cecília, do Escritório Regional Sul do IEF, Dorotéa Naddeo, Diretora Executiva da Fundação Matutu, Leonardo Cardoso Ivo, Diretor de Áreas Protegidas do IEF, Clarice Lantelme, Gerente do Parque Estadual Serra do Papagaio, Manno França, Assessor Especial e Coordenador de Geoprocessamento da SEMAD, Denilda Pereira, Monitora do PESP, Rander Mendes e Wagner Furtado, da Prefeitura de Baependi, Carlos Pedemonte, colaboarador da Fundação Matutu, Maurício Gouvea, do Codema de Baependi e Mariana Gontijo, Gerente de Criação de UC's do IEF/SEMAD. Para conhecer o passo-a-passo do Redesenho do PESP, clique aqui.

Anúncios

,

  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: