Arquivo de março \31\UTC 2012

Encontro final para apresentação do redesenho do PESP aos proprietários

No último dia 28, na Câmara Municipal de Baependi, os proprietários de terras limítrofes ao Parque Estadual da Serra do Papagaio-PESP, que não puderam comparecer aos encontros anteriores, tiveram oportunidade de esclarecer suas dúvidas e participar da construção da proposta de redesenho dos limites do Parque. Confira os principais lances do Encontro:

Dorotéa Naddeo, Diretora Executiva da Fundação Matutu, faz a mediação do Encontro, garantindo a oportunidade e o espaço adequados para a participação, o diálogo e a expressão de idéias.

Manno França, Assessor Especial e Coordenador de Geoprocessamento e Inteligência Espacial da SEMAD, redesenhando áreas em conjunto com o proprietário Marcos Correa.

Manno França e Wagner Furtado representante da Prefeitura de Baependi na Equipe de Apoio ao CER-Serra do Papagaio.

Javan Senador, Secretário de Turismo e Desenvolvimento de Aiuruoca, ao centro, apoiando o trabalho da SEMAD/IEF e da Fundação Matutu, junto aos proprietários de seu município. Nesta foto, Alexandre Rodrigues aponta detalhes sobre sua propriedade.

Da esquerda para a direita: Manno França, da SEMAD, Javan Senador e Leonardo Cardoso Ivo, Diretor de Áreas Protegidas do IEF, analisam a proposta do proprietário, ao centro, que desejava ampliar a área para inclusão no PESP.

Maurício Gouvea, do Codema de Baependi, e Marcelo, proprietário de terra no município, conversam com Manno França.

Igor José, morador e proprietário no bairro Campina em Aiuruoca e Manno França. A participação e o interesse pelas necessidades reais das pessoas envolvidas são a tônica deste trabalho. Durante todos os encontros, vários proprietários disponibilizaram mais área para a preservação, propondo a ampliação da área do PESP, por isso, alguns receberam aplausos dos presentes

Rubens Toledo fez questão de registrar que é a primeira vez que técnicos do IEF e da SEMAD conduzem os processos relativos ao Parque e às questões ambientais da região com democracia e participação social.

Mariana Gontijo, Gerente de Criação e Implantação de Áreas Protegidas, do IEF. Ela destaca a importância da etapa concluída, pois é o momento em que a população define suas prioridades, acompanhando o processo até sua finalização. Informou, ainda, que a proposta técnica será elaborada pela SEMAD/IEF e será disponibilizada, através da Internet, por 30 dias, para que a população possa analisar, solicitar esclarecimentos e emitir suas opiniões. Assim que a proposta for publicada, será feita, uma ampla divulgação em todas as comunidades da Serra do Papagaio.

Leonardo Cardoso Ivo, Diretor de Áreas Protegidas, do IEF. Ao fundo Manno França, Assessor Especial da SEMAD analisa documentos a pedido de um proprietário. Um novo IEF se apresenta.

Leonardo Cardoso Ivo. Há uma nova equipe no IEF, uma nova mentalidade que foi possibiltada, em grande parte, por que foi retirado um peso do IEF, que agora não tem mais que agir como órgão fiscalizador, podendo focar na proteção e preservação do meio ambiente .

Marcelo Rodrigues, proprietário de terra ao lado de Kaio dos Santos. Se posicionando em defesa do meio ambiente e interessados em manter as áreas de relevância ambiental, em Baependi, protegidas pelo PESP. Kaio aponta que o trabalho está trilhando o caminho correto e confia que os resultados serão os melhores.

Guilherme de Melo França, Presidente da Fundação Matutu. "... O meio ambiente não tem cercas, não tem limites. Este trabalho nasce dentro do CER-Serra do Papagaio, que é uma organização intermunicipal, originada de uma idéia do Governador, e já está se consolidando. Por muitos anos, a Fundação Matutu, trabalha para realizar esse sonho. O sonho de ver o Parque e a população convivendo em harmonia. Estamos dando mais um passo para chegarmos a isso. "

Clarice Lantelme, Gerente do Parque Estadual da Serra do Papagaio, lembrou que o principal inimigo é o fogo e que já está, apoiada pela Fundação Matutu, coordenando um projeto com verbas do Funbio, trabalhando na campanha, 2012 SEM FOGO.

Sebastião Mendes Pinto Neto, Prefeito de Alagoa, que compõe o CER-Serra do Papagaio, agradeceu à Fundação Matutu, à SEMAD e ao IEF, pelo trabalho que vem sendo executado com imparcialidade e em favor de toda a população do entorno do Parque.

Encerrando o Encontro, a Diretora Executiva da Fundação Matutu falou da importância da população do entorno do PESP acompanhar os processos de constituição do Conselho Participativo do CER-Serra do Papagaio, zelando, principalmente pelas instituições que os representarão. Ela destacou, ainda, que a comunicação está sendo aprimorada e que as críticas e sugestões são fundamentais para a melhoria dos mecanismos que posssibilitarão que as informações cheguem a todos.

Da esquerda para a direita: Guilherme de Melo França, Presidente da Fundação Matutu, Sebastião Mendes Pinto Neto, Prefeito de Alagoa, Júlia Cecília, do Escritório Regional Sul do IEF, Dorotéa Naddeo, Diretora Executiva da Fundação Matutu, Leonardo Cardoso Ivo, Diretor de Áreas Protegidas do IEF, Clarice Lantelme, Gerente do Parque Estadual Serra do Papagaio, Manno França, Assessor Especial e Coordenador de Geoprocessamento da SEMAD, Denilda Pereira, Monitora do PESP, Rander Mendes e Wagner Furtado, da Prefeitura de Baependi, Carlos Pedemonte, colaboarador da Fundação Matutu, Maurício Gouvea, do Codema de Baependi e Mariana Gontijo, Gerente de Criação de UC's do IEF/SEMAD. Para conhecer o passo-a-passo do Redesenho do PESP, clique aqui.

Anúncios

,

Deixe um comentário

Fase final do trabalho para revisão dos limites do PESP

Cumprindo o cronograma para apresentação da proposta de revisão dos limites do Parque Estadual da Serra do Papagaio-PESP, hoje, dia 27 de março, Manno França, Assessor Especial e Coordenador da Área de Geoprocessamento e Inteligência Espacial da SEMAD e Leonardo Ivo, Diretor de Áreas Protegidas do IEF,  fizeram um sobrevoo pela área do Parque, foram acompanhados pela Gerente do Parque, Clarice Lantelme, Aton Wilches, Coordenador da Brigada Voluntária da Fundação Matutu e Guilherme França, presidente da Fundação Matutu. a equipe  voou por, aproximadamente 4 horas com o  Comando de Rádio Patrulhamento Aéreo-CORPAER-PMMG.

O  sobrevoo priorizou os 5 municípios que integram o Parque documentando, principalmente as áreas antrópicas para serem retiradas e se certificando das áreas que podem ser incluídas no novo desenho.

Da esquerda para a direita: Manno França, Assessor Especial e Coordenador da Área de Geoprocessamento e Inteligência Espacial da SEMAD, Clarice Lantelme, Gerente do PESP, Leonardo Cardoso Ivo, Diretor de Áreas Protegidas do IEF, Tenente Alexandre, Guilherme de Melo França, Presidente da Fundação Matutu, Aton Wilches, Coordenador da Brigada Matutu e Major Chinelato.

Deixe um comentário

Parque Estadual Serra do Papagaio ganha apoio

Gerente do PESP, Clarice Lantelme: Convocamos nossos funcionários, os vizinhos do PESP e a população em geral para trabalharmos em prol de um ano sem fogo

Já foram contratados serviços especializados para apoio à gestão do Parque Estadual da Serra do Papagaio-PESP. Esta ação faz parte da nova postura administrativa de maior apoio à gestão das UC’s do Estado, assumida pelo Diretor de Áreas Protegidas  (DIAP), Leonardo Cardoso Ivo, do IEF,  seguindo determinação do Secretário do Meio Ambiente, Adriano Magalhães.

A seleção foi feita pela Gerente do PESP, Clarice Lantelme da Silva apoiada por um especialista em RH, garantindo a formação de uma equipe para vigilância e monitoria. Além disso, foi exigência da gerente que fossem escolhidos candidatos entre  membros de comunidades do entorno da UC, que possuíssem conhecimento sobre o território, habilidades para executar reparos, obras, conduzir visitantes, comporem sistema de vigilância da área e disposição física. Todos os escolhidos apresentam boa comunicação e trânsito entre as diversas camadas de público atendido e do entorno.

Lantelme aguarda o momento de transferir o escritório-sede do Parque para a cidade de Baependi. “Hoje trabalhamos em Caxambu, no escritório do IEF…Baependi tem uma ligação direta com o PESP  e poderemos trabalhar com mais proximidade e integração com a população do entorno”, afirma a gerente do Parque, que garante ser esse um ponto crucial para a continuidade e fixação da campanha “sem fogo em 2012”.

De acordo com Clarice Lantelme, “Naquilo que depender de nosso esforço e da boa relação com os vizinhos do PESP, esse ano não teremos fogo…” e, entre outras ações, já anunciou o curso para formação de novos brigadistas em Alagoa, o primeiro do ano, durante os dias 27,28 e 29 de março. “…”é para isso que estamos trabalhando e é nesse sentido que convocamos toda a população, sejam nossos funcionários, ou nossos vizinhos”, completa.

Deixe um comentário

Passo-a-passo para a proposta de redesenho do PESP

PASSO AÇÃO RESPONSABILIDADE DATA

1

Projeto “Comunidades da Serra do Papagaio” é apresentado ao Governador Anastasia, que reconhece a vocação da Fundação Matutu e sua atuação junto às comunidades do entorno do PESP e sugere a criação e implantação do CER-Serra do Papagaio, o primeiro Consórcio de Ecodesenvolvimento do Brasil Fundação Matutu

2008/2011

2

Aprimoramento da ferramenta criada na Fundação Matutu. A SEMAD implanta o uso da “Cartografia social” e inicia processo de levantamentos nos Parques do Estado SEMAD/IEF

2011

3

Assinatura do Convênio entre a SEMAD/IEF e a Fundação Matutu SEMAD/IEF

23/12/2011

4

Reunião com o Conselho do Parque Estadual da Serra do Papagaio para apresentação e discussão da proposta e da estratégia de redesnho do PESP SEMAD/IEF

23/12/2011

5

Reuniões com proprietários de terras nas divisas do Parque- Itamonte, Baependi, Alagoa, Baependi (2º Encontro), Pouso Alto, Aiuruoca. Prefeituras;
Fundação Matutu;
SEMAD/IEF

31/01/2012
a
07/03/2012

6

 Sobrevoo da área do PESP para observação e documentação das áreas de inclusão potencial. Das áreas passíveis de conflitos e das áres antropizadas, propostas para retirada.  SEMAD/IEF

27/03/2012

7

Reunião Geral com proprietários de terras nas divisas do Parque que não puderam comparecer no encontro em seu município Prefeituras;
Fundação Matutu;
SEMAD/IEF

28/03/2012

8

Elaboração da Proposta Técnica de Revisão dos Limites do Parque DIAP/
SEMAD/IEF

10/04/2012

9

Encaminhamento da Proposta para a ALMG-BH  DIAP/
SEMAD/IEF

Conforme prazos legais

10

Publicação da Proposta Técnica DIAP/
SEMAD/IEF

Conforme prazos legais

11

 Realização da Consulta Pública – Proposta pela SEMAD/IEF que seja feita na região da Serra do Papagaio para facilitar o comparecimento da população interessada. ALMG-BH

Conforme prazos legais e agenda da ALMG

12

Votação do Projeto de Lei em plenário na ALMG-BH (Sessão Pública) ALMG-BH

Conforme prazos legais e agenda da ALMG

Critérios utilizados

A principal motivação para a realização deste trabalho por parte da SEMAD/IEF foi a necessidade
de harmonizar o desenho do PESP, levando em consideração as circuntâncias que envolvem as comunidades
e o meio ambiente.  O trabalho se baseia num exame minucioso, de forma participativa, dos limites do Parque,
possibilitando aos proprietários discutirem diretamente sobre o desenho, a partir de suas necessidades e desejos.

A existência de casas, benfeitorias, áreas de agricultura ou pastagem cultivada e empreendimentos,
ou seja, áreas antropizadas, seriam fortes candidatas para estarem fora do Parque, já as
áreas  de mata e de relevância ambiental poderiam ser adicionadas ao PESP sem prejuízo
aos proprietários.

A Fundação Matutu, formadora de opinião para o início desse processo e atuante
no compromisso de trabalhar na manutenção da transparência e da troca de informação direta
com os interessados, tem recebido, dos proprietários participantes das reuniões, das prefeituras e
da SEMAD/IEF o voto de confiança que lhe permite continuar atuando.

2 Comentários

Comenda Ambiental Estância Hidromineral em São Lourenço

A Fundação Matutu esteve presente no evento que aconteceu em São Lourenço neste domingo, dia 25 de março. Uma festa para o meio ambiente e uma forma de reconhecimento ao trabalho e empenho daqueles que foram agraciados com a Comenda. O Sul de Minas ganhou mais uma vez com a presença do Governador Anastasia e do Secretário de Meio Ambiente do Estado, Adriano Magalhães.

Este ano foram agraciados com a Comenda, entre outros, o Sr. Marcos Affonso Ortiz Gomez, Diretor Geral do Instituto Estadual de Florestas- IEF e Manno de Andrade França, Assessor Especial e Coordenador de Geoprocessamento e Inteligência Espacial da Semad.

A Fundação Matutu parabeniza o Prefeito de São Lourenço, José Sacido Barcia Neto, pela iniciativa e a todos os agraciados, com especial reconhecimento pelo trabalho do Sr. Adriano Magalhães, Secretário de Estado do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, e toda a sua equipe, que sob a batuta do Governador Anastasia, tem atuado para dar uma nova forma ao desenvolvimento ambiental no Estado.

Deixe um comentário

Parque Estadual da Serra do Papagaio, Fundação Matutu e IEF dão início a novo projeto

A partir do levantamento da necessidade da manutenção e combate sistemático ao fogo no Parque Estadual da Serra do Papagaio – PESP e seu entorno, a Gerente do Parque, Clarice Silva, convidou a Fundação Matutu a participar de um projeto, como proponente, junto ao FUNDO BRASILEIRO PARA A BIODIVERSIDADE – FUNBIO, adminsitrador do acordo com o Tropical Forest Conservation Board -TFCA que provê os recursos para este projeto.

O projeto tem como objetivo, montar Bases Comunitárias de Prevenção e Combate a Incêndios Florestais nos (em 4 dos) 5 municípios, cujas terras formam o PESP, ou seja: Aiuruoca, Alagoa, Baependi, Itamonte e Pouso Alto.

Instalação das bases com condição de comunicação e locomoção de brigadistas , material de proteção individual e para combate a incêndios florestais, além de capacitação direta para combate terrestre e aéreo e ações de educação ambiental, fazem parte do projeto apresentado e aprovado pelo FUNBIO na semana passada.

Cabe destacar também que o projeto será coordenado prevendo participação da comunidade no planejamento e execução de ações de prevenção e combate a incêndios.



,

Deixe um comentário

Centro de Referência da Mata Atlântica

Em junho de 2011, o Governador Anastasia, em Pouso Alto, durante a constituição do CER-Serra do Papagaio, reconhecendo a importância da Casa do Barão como patrimônio histórico do município, anunciou os recursos para restaurá-lo, desde que ali fosse instalado o Centro de Referência da Mata Atlântica, sendo este o primeiro no Brasil.

O Prefeito de Pouso Alto, Vicente Wagner Pereira, iniciou o processo para apresentação do projeto ao Governo do Estado através da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável-SEMAD. Neste sentido tem caminhado em conjunto com o CER-Serra do Papagaio e com a Fundação Matutu que convidou a Fundação SOS Mata Atlântica para contribuir com o processo.

No dia…. durante a primeira reunião para definição de conteúdo e instalação do C.R.M.A, estiveram presentes, em Pouso Alto, o Diretor Executivo da SOS Mata Atlântica, Mário Mantovanni, o Presidente da Fundação Matutu, Guilherme de Melo França e sua Diretora Executiva, Maria Dorotéa Naddeo, além de representantes da Editora Neotrópica e do Centro de Estudos da Biodiversidade-CEB.

Esta lançada a pedra fundamental para a instalação do C.R.M.A em Pouso Alto, um grande ganho para o município, para a população e para toda a região. Sem dúvida, como ressaltou o prefeito, é o reconhecimento da importante história de Pouso Alto e do seu potencial para ser o pólo regional da divulgação, defesa e preservação do meio ambiente.

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: